Conheça as vencedoras do Trilhando a Transformação: Desafio de Inovações em Turismo Sustentável

imagem de divulgação-vencedoresdesafios

O Trilhando a Transformação apresenta as três iniciativas selecionadas pelo Desafio de Inovações em Turismo Sustentável. Após uma longa jornada que envolveu a participação de 197 propostas, foram escolhidas: Rede Batuc - Turismo Comunitário da Bahia em Movimento; Rota da Liberdade; e Turismo CO2 - Guardiões do Clima. O anúncio das vencedoras foi realizado no Evento Final de Premiação do Desafio, que aconteceu nesta sexta-feira (04).

As três inovações sociais em turismo sustentável receberão o valor de R$ 100 mil destinado a cada uma. Além do prêmio em dinheiro, participarão também de um processo de mentoria em 2021, para qualificar aspectos da gestão, inovação e cuidar de forma estratégica da aplicação do recurso. E, for fim, para ampliar a capacidade de comunicação dos projetos, serão produzidos conteúdos audiovisuais destinados a apresentar e divulgar as propostas.

O evento final também foi palco do lançamento do Mapeamento de Inovações em Turismo Sustentável, que reúne experiências e aponta tendências e perspectivas para o setor de turismo. Em breve, o conteúdo do material estará disponível na página da parceria (https://www.ashoka.org/pt-br/trilhandoatransformacao).

O momento de divulgação também representou uma forma de celebrar o envolvimento de todas as 197 iniciativas que participaram e contribuíram com a construção do Trilhando a Transformação - lançado nacionalmente no dia 30 de junho pela Ashoka Brasil e CTG Brasil. O encerramento contou com uma bela apresentação musical da cantora Karine Telles.

A CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia renovável no País, está investindo um total de R$ 2,1 milhões em todo o projeto, por meio de recursos financeiros destinados pela empresa ao Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Setor de Energia Elétrica, promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

Conheça as 3 iniciativas vencedoras:

Rede Batuc - Turismo Comunitário da Bahia em Movimento (da Bahia, representada por Elizangela Lima)

Desde 2015, a Rede BATUC apoia a articulação, capacitação e comercialização dos empreendimentos de turismo comunitário da Bahia. Ela engloba atualmente 34 iniciativas que praticam várias formas do turismo sustentável, incluindo religioso, étnico, de lazer, cultural, gastronômico e ecológico. Tanto seus atrativos culturais locais quanto os atrativos naturais são apresentados com promoção do cuidado, do ensino e aprendizado em sua preservação. A rede prioriza a promoção da inovação social aplicada ao turismo, implementando práticas de gestão do turismo desenvolvidas localmente nos territórios que também possuem como objetivo a valorização da vida em sociedade. Seus bancos sociais e suas moedas locais fornecem incentivos e empréstimos sociais para que famílias possam investir em empreendimentos locais, o que faz com que boa parte dos recursos financeiros circulem localmente. Além disso, o plantio agroecológico, presente em muitas comunidades, combina os ganhos sociais e econômicos com o ecológico.
 
  

Rota da Liberdade (de São Paulo, representada por Solange Barbosa),

A Rota da Liberdade atua com turismo em comunidades negras tradicionais. Ela atua como operadora local, enquanto as comunidades são os receptivos locais. Os roteiros valorizam as narrativas e a agenda destas comunidades, por meio de atividades como rodas de conversa, venda de artesanato, gastronomia e outras. Além do ganho econômico gerado pela inserção das comunidades tradicionais negras no cenário turístico, os roteiros oferecidos produzem um impacto sociocultural positivo tanto para quem viaja para conhecê-las quanto para quem os oferece. Projetos como o Rota da Liberdade mostram a possibilidade de o turismo contribuir para a valorização da história e da memória do povo negro - algo cuja importância em um país como o Brasil é imensurável.

Turismo CO2 Legal - Guardiões do Clima (da Bahia, representada por Salvador Ribeiro da Silva Filho)

Criada em Serra Grande (BA), em 2009, esta iniciativa busca engajar o segmento turístico e os turistas na compensação de emissões de gases de efeito estufa (GEE) geradas por suas atividades e viagens. A taxa de emissão destes gases pode ser calculada em seu site ou pelo aplicativo Calculadora Turismo CO₂ Legal. Os empreendimentos e turistas participantes pagam pela tonelada de GEE emitida e, com este recurso, agricultores familiares e populações atuam para a conservação de florestas, a restauração de áreas degradadas e praticam agricultura de baixo carbono. Também recebem pagamento por serviços ambientais (PSA) e assumem compromissos socioambientais. Os empreendimentos passam a adquirir, preferencialmente, os produtos orgânicos dos beneficiários e tanto turistas quanto empreendimentos e beneficiários recebem descontos nas compras feitas na rede de parceiros. Assim, essa rede ligada ao turismo sustentável fortalece a conservação ambiental e a resiliência da comunidade.  

Premiação e Finalistas

As três iniciativas anunciadas como vencedoras neste dia 04 passaram pelo crivo de um júri composto por especialistas do setor de turismo e pela equipe do Trilhando a Transformação. Elas foram destacadas a partir das 10 inovações finalistas, que haviam sido definidas em outubro. Você pode conhecer melhor cada uma das finalistas no site do Desafio.

Abaixo, a lista das dez iniciativas que chegaram à fase final:

  • A Diaspora.Black (SP),
  • Acolhida na Colônia: espaço de vida e encontros! (SC),
  • Brazilidade – Cultura e Identidade da Favela (RJ),
  • Gralha Azul – Turismo e Aventura (PR),
  • Poranduba Amazônia - Turismo Sustentável de Base Comunitária no baixo Rio Negro (AM),
  • Pousada Flutuante Uacari – Um desafio pioneiro, referência mundial em Ecoturismo de Base Comunitária (AM),
  • Rede BATUC – Turismo Comunitário da Bahia em Movimento (BA),
  • Rota da Liberdade (SP), 
  • Turismo CO2 Legal – Guardiões do Clima (BA),
  • Turismo sustentável como vetor de conservação ambiental e inclusão socioeconômica (MT).

*(em ordem alfabética)

 

Mapeamento e Inovação

Um dos momentos mais relevantes do evento do dia 4/12 foi a apresentação do Mapeamento de Tendências de Inovação Social para o Turismo Sustentável. A publicação sistematiza o conhecimento de especialistas e empreendedores sociais no campo do turismo, além de destacar o trabalho dos semifinalistas e finalistas do desafio na composição da pesquisa. Um dos objetivos da publicação é favorecer a replicabilidade e escalabilidade de soluções para todo o território brasileiro. O conteúdo do material estará disponível em breve na página da parceria (https://www.ashoka.org/pt-br/trilhandoatransformacao)

Sobre a CTG Brasil

Criada em 2013, a CTG Brasil é uma empresa da China Three Gorges Corporation, uma das líderes globais em energia limpa. Com investimentos em 17 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos, o portfólio da CTG Brasil hoje tem uma capacidade total instalada de 8,28 GW. Segunda maior geradora privada de energia do país, a CTG Brasil conta com a dedicação de seus talentos locais e está comprometida em contribuir com matriz energética brasileira, pautada pela responsabilidade social e respeito ao meio ambiente.
 

Sobre a Ashoka Brasil

A Ashoka é uma organização civil global, pioneira na promoção do empreendedorismo social. Dedica-se à consolidação de um movimento mundial em que todas as pessoas se reconheçam como agentes de transformação positiva na sociedade. Criada em 1980 e presente desde 1986 no Brasil, foi considerada a 5ª ONG de maior impacto social no mundo, segundo a publicação suíça NGO Advisor. A comunidade da Ashoka reúne mais de 3.500 empreendedores sociais no mundo todo (376 deles no Brasil), além de 300 Escolas Transformadoras (18 delas no país) e Jovens Transformadores.

Contatos para a imprensa

Antonio Biondi (Ashoka Brasil)
(11) 98542-9580
[email protected]

Roberta Garattoni | Victor Peixoto (CTG Brasil)
[email protected]