Desafio de Inovações em Turismo Sustentável anuncia vencedores e lança Mapeamento sobre o setor no dia 4 de dezembro 

Evento final de premiação

No próximo dia 4 de dezembro, às 16h, será realizado o Evento Final de Premiação do Trilhando a Transformação: Desafio de Inovações em Turismo Sustentável. Na ocasião, serão anunciadas as três iniciativas que receberão o prêmio de R$ 100 mil destinado a cada uma das vencedoras. Além do prêmio em dinheiro, os vencedores participarão de um processo de aceleração em 2021 e serão contemplados com atividades de mentoria e assessoria em gestão financeira para a aplicação dos recursos recebidos. Serão produzidos, ainda, conteúdos audiovisuais destinados a apresentar e divulgar as propostas. Por fim, o projeto prevê a ativação de uma rede de empreendedores sociais e comunidades capazes de dialogar e construir soluções conjuntas para o futuro do setor. 

Além disso, o evento final será palco do lançamento do Mapeamento de Inovações em Turismo Sustentável, que reúne experiências e aponta tendências e perspectivas para o setor de turismo. Será também um momento de celebrar o envolvimento de todas as 197 iniciativas que participaram e contribuíram com a construção do Trilhando a Transformação - lançado nacionalmente no dia 30 de junho pela Ashoka Brasil e CTG Brasil. O evento será transmitido pelo Facebook das duas instituições. 

Retomada econômica com sustentabilidade pauta finalistas 

A diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil, Salete Hora, afirma que é grande a expectativa para conhecer as três iniciativas premiadas. "Nosso objetivo é repensar o turismo no Brasil, a fim de torná-lo mais sustentável, contribuindo com o desenvolvimento do País. Nesse momento de pandemia, esse tema se torna ainda mais relevante. Esperamos que os três finalistas sejam protagonistas da retomada econômica em suas comunidades, promovendo a equidade social, preservação ambiental e diversidade cultural", destaca a executiva. 

Uma das líderes em geração de energia renovável no País, a CTG Brasil está investindo um total de R$ 2,1 milhões em todo o projeto, por meio de recursos financeiros destinados pela empresa ao Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Setor de Energia Elétrica, promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

Participação e Diversidade 

Na primeira fase do Desafio, encerrada em agosto, inscreveram-se 197 iniciativas de todo o Brasil (mais informações neste link) . Do total, os projetos relacionados a comunidades de baixa renda foram destaque, com 66,2% das inscrições, seguidos por iniciativas ligadas a comunidades rurais, responsáveis por 65,1%. Outros temas relevantes abordados pelos proponentes foram comunidades periféricas (41,8%), indígenas (37,2%), negras (36,6%) e quilombolas (34,3%), além de minorias étnicas (34,3%), pessoas com deficiência (21,5%),  LGBTQIA+ e comunidades tradicionais. Cada iniciativa podia afirmar mais de um desses aspectos presentes em sua proposta.  

A distribuição regional das propostas ficou em 53% do Sudeste, 17% do Nordeste, 14% do Centro-Oeste, 8% do Norte e 8% do Sul. Entre os proponentes, 45,3% das iniciativas foram apresentadas por pessoas do gênero feminino, 54% do gênero masculino e 1 projeto teve a proposição assinalada como “não binário” nesse aspecto. 

Rafael Murta Reis, Diretor de Comunidade Transformadora da Ashoka, destaca a potência dessa participação e diversidade. "Reunimos iniciativas das mais diversas regiões do país, inovadoras, inspiradoras e representativas", comenta. "As propostas trouxeram de formas muito diversas e complementares seus olhares e contribuições a respeito do turismo sustentável".  

O Diretor da Ashoka explica que as iniciativas apresentaram, com distintas ênfases, suas contribuições às quatro áreas fundamentais do turismo sustentável: a Social, a Cultural, a Ambiental e a Econômica. Além disso, "são iniciativas com forte protagonismo das comunidades e relação com a promoção do desenvolvimento local e da transformação social", finaliza.  

Premiação e Finalistas  

As três iniciativas a serem premiadas no dia 4 de dezembro passarão pelo crivo de um júri composto por especialistas e pela equipe do Trilhando a Transformação. Elas serão destacadas a partir das 10 inovações finalistas, que, por sua vez, foram definidas no final de outubro. 

Você pode conhecer melhor cada uma das finalistas no site do Desafio.  

Registrados a seguir*, os projetos finalistas refletem a diversidade presente e buscada no Desafio desde sua concepção, com projetos relacionados a comunidades rurais e urbanas, periféricas, indígenas e com importantes recortes de gênero, raciais e regionais: 

  • A Diaspora.Black (SP),  
  • Acolhida na Colônia: espaço de vida e encontros! (SC),  
  • Brazilidade – Cultura e Identidade da Favela (RJ),  
  • Gralha Azul – Turismo e Aventura (PR),  
  • Poranduba Amazônia - Turismo Sustentável de Base Comunitária no baixo Rio Negro (AM),  
  • Pousada Flutuante Uacari – Um desafio pioneiro, referência mundial em Ecoturismo de Base Comunitária (AM),  
  • Rede BATUC – Turismo Comunitário da Bahia em Movimento (BA),  
  • Rota da Liberdade (SP),   
  • Turismo CO2 Legal – Guardiões do Clima (BA),  
  • Turismo sustentável como vetor de conservação ambiental e inclusão socioeconômica (MT).  

*(em ordem alfabética) 

Mapeamento e Inovação 

Um dos momentos mais relevantes do evento do dia 4/12 será a apresentação do Mapeamento de Tendências de Inovação Social para o Turismo Sustentável. A publicação sistematiza o conhecimento de especialistas e empreendedores sociais no campo do turismo, além de destacar o trabalho dos semifinalistas e finalistas do desafio na composição da pesquisa. Um dos objetivos da publicação é favorecer a replicabilidade e escalabilidade de soluções para todo o território brasileiro. 

-----

Sobre a CTG Brasil  

Criada em 2013, a CTG Brasil é uma empresa da China Three Gorges Corporation, uma das líderes globais em energia limpa. Com investimentos em 17 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos, o portfólio da CTG Brasil hoje tem uma capacidade total instalada de 8,28 GW. Segunda maior geradora privada de energia do país, a CTG Brasil conta com a dedicação de seus talentos locais e está comprometida em contribuir com matriz energética brasileira, pautada pela responsabilidade social e respeito ao meio ambiente.  

Sobre a Ashoka Brasil  

A Ashoka é uma organização civil global, pioneira na promoção do empreendedorismo social. Dedica-se à consolidação de um movimento mundial em que todas as pessoas se reconheçam como agentes de transformação positiva na sociedade. Criada em 1980 e presente desde 1986 no Brasil, foi considerada a 5ª ONG de maior impacto social no mundo, segundo a publicação suíça NGO Advisor. A comunidade da Ashoka reúne mais de 3.500 empreendedores sociais no mundo todo (376 deles no Brasil), além de 300 Escolas Transformadoras (18 delas no país) e Jovens Transformadores.  

 

Contatos para a imprensa  

Antonio Biondi (Ashoka Brasil) 
(11) 98542-9580  
[email protected]  

Roberta Garattoni | Victor Peixoto (CTG Brasil)  
[email protected]